Terça-feira, 2024-05-21, 1:45 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2013 » Dezembro » 13 » MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO INVESTIGA MORTES DE FUNCIONÁRIOS DA OAS, UM DELES É DE PEDRAS ALTAS
11:31 PM
MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO INVESTIGA MORTES DE FUNCIONÁRIOS DA OAS, UM DELES É DE PEDRAS ALTAS


O Ministério Público do Trabalho (MPT), com sede em Presidente Prudente, abriu investigação nesta quarta-feira (11) para apurar as mortes de dois trabalhadores da empreiteira OAS, em Regente Feijó. De acordo com o órgão, agora os procuradores irão analisar todas as evidências dos casos, além de pedir uma vistoria dos auditores ficais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) no local.

Ainda segundo o órgão, a expectativa é de que até o fim dessa semana o MPT finalize essa primeira fase do trabalho. Posteriormente, os procuradores do Trabalho decidirão se vão ou não abrir inquérito civil público contra a OAS.

Entenda o caso

A primeira morte foi registrada na última segunda-feira (9). A vítima, que tinha 24 anos, foi internada com outros oito pacientes que sofriam dos mesmos sintomas. O segundo óbito foi constatado na noite dessa terça-feira (10) e se trata de um rapaz que tinha 25 anos. Ambos estavam internados no Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente, segundo informações uma das vítimas é natural do Distrito de Pedras Altas do Mirim, no Município de Capim Grosso.

Além deles, ainda estão internados sete pacientes, sendo que quatro estão no Hospital de Maternidade de Regente Feijó, e outros três, no HR.

Em decorrência das mortes, cerca de 700 funcionários da empresa fizeram um protesto na Rodovia Raposo Tavares na manhã desta quarta-feira (11). Os manifestantes alegam que a empresa não fornece informações sobre os casos e reclamam sobre a falta de higiene nos refeitórios e alojamentos, além de más condições de trabalho.

Outro lado

Ontem, quando foi noticiada a primeira morte, a Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart), para quem a OAS presta serviços na região, informou por meio de nota que "a prestadora de serviço está trabalhando em conjunto com as autoridades para averiguar o problema de saúde dos funcionários. Paralelamente, está prestando assistência aos colaboradores". 

Os quatro trabalhadores da empreiteira que estavam internados no Hospital Regional de Presidente Prudente receberam alta na manhã desta quinta-feira (12).

Ainda não se sabe o que motivou os sintomas - dores na nuca, cabeça e abdome, vômito e diarreia -, semelhantes em todos os casos. Entretanto, o HR informou em coletiva de imprensa que exames já descartaram a suspeita de meningite e que não é possível afirmar que houve contaminação de comida, água ou contato com veneno. 

Category: NOTÍCIAS | Views: 507 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
Registro de arquiv
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 7
Convidados: 7
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa