Sábado, 2024-06-15, 2:28 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2013 » Março » 12 » JACOBINA: HOMENS FAZEM SERVIÇO A MAIS DE DEZ METROS DE ALTURA SEM SEGURANÇA
5:02 PM
JACOBINA: HOMENS FAZEM SERVIÇO A MAIS DE DEZ METROS DE ALTURA SEM SEGURANÇA


Uma das principais causas de acidentes de trabalho graves e fatais se deve a eventos envolvendo quedas de trabalhadores de diferentes níveis.

Os riscos de queda em altura existem em vários ramos de atividades e em diversos tipos de tarefas.

A necessidade de criação de uma norma mais ampla que atendesse a todos os ramos de atividade se fazia necessária para que estes trabalhos fossem realizados de forma segura.

Por isso foi elaborada a Norma Regulamentadora 35 (NR-35), para proteger os trabalhadores dos riscos dos trabalhos realizados em altura nos aspectos da prevenção dos riscos de queda.

Conforme a complexidade e riscos destas tarefas o empregador deverá adotar medidas complementares inerentes a estas atividades.

Por isso, esta norma foca na gestão da segurança e saúde dos trabalhos em altura de forma mais genérica e abrangente. Infelizmente esta cena ainda pode ser vista em várias partes do país.

Em Jacobina, já se tornou algo comum, quando visto por quem não entende do assunto Segurança do Trabalho.

Flagramos, na tarde desta segunda-feira, 11, dois trabalhadores da construção civil expostos a risco de acidentes e morte em uma obra que está em fase de conclusão na Rua Alice Barros de Figueiredo, esquina com o Travesso Banco do Brasil, no centro de Jacobina.

Sem uniformes, botinas, luvas, e o mais importante quando o assunto é trabalho em altura (NR35), faltam os cintos de segurança e o treinamento específico para tal atividade ser desenvolvida com segurança pelos operários.

A obra não tem nenhuma placa informativa sobre o tipo de empreendimento que está sendo construído e quem é o responsável técnico.

O que também lamentamos é a omissão dos órgãos fiscalizadores da cidade. CREA, Prefeitura, Sindicato, Serest e outros não vêem nada disso acontecer em plena luz do dia e no coração da cidade mais movimentada da região noroeste do estado. 

Fonte: Opovo quer saber

Category: NOTÍCIAS | Views: 473 | Added by: monica | Rating: 0.0/0
Registro de arquiv
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 5
Convidados: 5
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa