Terça-feira, 2024-05-21, 0:59 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2013 » Maio » 14 » CAMAÇARI: GUARDA MUNICIPAL É CONDENADO A 24 ANOS DE PRISÃO
3:59 PM
CAMAÇARI: GUARDA MUNICIPAL É CONDENADO A 24 ANOS DE PRISÃO


O guarda municipal José Pereira da Conceição Júnior foi condenado a 24 anos e quatro meses de prisão, em regime fechado, em julgamento realizado nesta segunda-feira (13), na 1ª Vara Crime do Fórum Clemente Mariani, no município de Camaçari, Região metropolitana de Salvador. Ele foi considerado culpado pelo estupro e morte da adolescente Adriane Melo de Jesus, de 16 anos, no dia 28 de junho de 2011.

O julgamento começou às 9h da manhã e foi finalizado por volta das 18h30. O Ministério Público já havia apresentado a denúncia em agosto do ano passado, através da promotora de Justiça de Camaçari, Karyne Simara Macedo Lima. Segundo ela, o crime aconteceu por volta das 21h em um terreno baldio, que fica nas imediações do Posto de Gasolina Brasil-Itália, onde Adriane e Rodolfo Gomes Barbosa, seu namorado, foram surpreendidos pela chegada do guarda municipal, que estava a bordo de um veículo Fiat Palio. O denunciado teria descido do automóvel portando uma arma de fogo, uma lanterna e um distintivo e, dizendo-se policial, mandou que o casal ficasse de costas, realizando vistoria minuciosa em Rodolfo, ao tempo em que fazia várias perguntas aos jovens.

Em seguida, segundo a promotora, José Conceição Júnior ordenou que Adriane entrasse no carro, tomou-lhe o celular e jogou-o no chão, deixando o local com a jovem. O denunciado, então, teria levado a vítima até a Colônia Boa União, também em Vila de Abrantes, onde a obrigou a manter relações sexuais com ele e depois efetuou disparos de arma de fogo contra ela, matando a adolescente, conforme ficou comprovado no laudo de exame cadavérico.

 
Amigos e familiares do guarda municipal negam que José seja o autor do crime. Eles afirmam que José participava de uma festa junto com várias pessoas e que, portanto, não teria como estar no local do crime, como afirma a polícia. Contudo, a polícia argumenta que ele foi reconhecido pelo namorado da vítima.

Fonte; Camaçari

Category: NOTÍCIAS | Views: 483 | Added by: monica | Rating: 0.0/0
Registro de arquiv
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 21
Convidados: 21
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa