TIM DEVE INDENIZAR CLIENTE POR CONFUSÃO ENVOLVENDO MÚSICA 'LEPO LEPO' - 18 May 2016 - JORGEQUIXABEIRA
Sunday, 2016-12-11, 3:03 AM
Welcome Guest | RSS

Menu
Login
Categorias
Cesta
Your shopping cart is empty
Pesquisar
Metereologia
Main » 2016 » May » 18 » TIM DEVE INDENIZAR CLIENTE POR CONFUSÃO ENVOLVENDO MÚSICA 'LEPO LEPO'
6:51 PM
TIM DEVE INDENIZAR CLIENTE POR CONFUSÃO ENVOLVENDO MÚSICA 'LEPO LEPO'

O Tribunal de Justiça de Alagoas condenou a operadora Tim a pagar uma indenização de R$ 10 mil a um usuário por danos morais. A Tim, segundo a sentença, teria instalado a música "Lepo Lepo", da banda baiana Psirico, na chamada de espera do celular do cliente sem a sua autorização ou contratação. A operadora chegou a propor como reparação o valor de R$ 4.000, mas a proposta não foi aceita pelo usuário e a juíza Silvana Albuquerque, titular da 3ª Vara Cível de Arapiraca, entendeu como razoável o valor de R$ 10 mil. A decisão de primeira instância ainda cabe recurso. Segundo a assessoria de comunicação da TIM, a empresa não comenta decisões judiciais.

Na ação, o autor do processo afirmou que era usuário da operadora há muitos anos e, em 4 abril de 2014, recebeu a notícia de que as pessoas que ligavam para o seu celular ouviam o refrão da música, enquanto aguardavam a chamada ser atendida. O cliente disse ainda que tentou cancelar por diversas vezes o serviço, mas que não teve sucesso, informa o Uol. Segundo ele, no dia 10 de abril de 2014, a Tim teria inclusive enviado uma mensagem para informar da prorrogação por mais um mês do serviço não solicitado. Para a juíza Albuquerque, a culpa da operadora foi constata a partir "do inicio da prestação de um serviço oferecido por demanda sem que houvesse contratação por parte do autor".

A magistrada destacou na decisão o trecho da música que era executado, que diz "Eu não tenho carro, não tenho teto, e se ficar comigo é porque gosta, do meu rá rá rá rá rá rá rá o lepo lepo", para justificar os possíveis danos causados ao cliente. "Vemos que o autor foi alvo de críticas em seu meio profissional por ter passado a ideia de um profissional 'medíocre', além de sofrer certa reprovação, pois concomitante com o ocorrido houve o falecimento de seu padrasto, sendo então reprovado por aqueles pertencentes ao seu meio social, que julgavam estar o autor alheio ao sofrimento da família em razão da perda do ente querido", apontou a decisão.

Category: NOTÍCIAS | Views: 124 | Added by: Milena | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total online: 5
Guests: 5
Users: 0
Sites

Copyright MyCorp © 2016