Terça-feira, 2021-12-07, 10:10 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2011 » Novembro » 10 » SENHOR DO BOMFIM: POLICIAL CIVIL MATOU A MULHER E DEPOIS FORJOU ACIDENTE
3:41 PM
SENHOR DO BOMFIM: POLICIAL CIVIL MATOU A MULHER E DEPOIS FORJOU ACIDENTE

O delegado-geral da Polícia Civil (PC), Hélio Jorge, e o delegado titular da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Senhor do Bonfim, Felipe Neri, apresentaram na manhã desta quinta-feira (10) detalhes do crime envolvendo o investigador da policia civil João dos Santos Macedo, 40 anos, que matou a mulher, Márcia Regina de Souza Macedo, 29 anos, no último dia 29 de outubro. O investigador confessou em depoimento que espancou a mulher até a morte e forjou um acidente para justificar o fato.

Segundo o delegado Felipe Neri, o crime teria sido passional, motivado por acusações de infidelidade. "Márcia foi morta pelo marido após uma discussão, pois João teria descoberto uma suposta traição”.

Ainda segundo o delegado, "o investigador algemou a companheira e a estrangulou pisando em seu pescoço. Depois o policial colocou o corpo da mulher em um carro e tentou forjar um acidente de trânsito”.

Felipe Neri afirmou que a mentira começou a ser descoberta após a equipe do Samu, que foi acionada pelo próprio policial, desconfiar da versão dele para o acidente ao perceber a presença de rigidez cadavérica, o que indicava que Márcia já estava morta há algumas horas.
"A perícia técnica encontrou evidência que não apontava para uma fatalidade. Foram encontradas manchas de sangue da vítima no interior do veículo. O carro estava em uma posição que não combinava com a de um veículo que tivesse saído da estrada de forma descontrolada”, afirmou o delegado.

O investigador estava lotado na Delegacia Territorial (DT) do município de Antônio Gonçalves, a 394 km de Salvador, e segue custodiado na sede da Corregedoria da Polícia Civil (Correpol), no bairro do Rio Vermelho.

O policial estava casado com a vítima há 12 anos. Márcia era estagiária no setor administrativo da Justiça Federal, em Campo Formoso, e João foi preso na segunda-feira (7), após a justiça expedir o mandato de prisão.

Veja o relato do delegado Felipe Neri:


Category: NOTÍCIAS | Views: 1631 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 7
Convidados: 7
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa