Quinta-feira, 2021-12-09, 8:17 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2011 » Dezembro » 14 » SANTOS VENCE E ESTÁ NA FINAL DO MUNDIAL DE CLUBES
10:29 AM
SANTOS VENCE E ESTÁ NA FINAL DO MUNDIAL DE CLUBES


Os jogadores do Santos foram unânimes durante a semana em apontar a estreia no Mundial de Clubes diante do Kashiwa Reysol, nesta quarta-feira, como um jogo complicado e nervoso. E foi exatamente isso o que se viu no Toyota Stadium, apesar da vitória por 3 a 1 da equipe de Muricy Ramalho sobre o time japonês. Atuando bastante recuado durante a maior parte do confronto e levando alguns sustos do ataque asiático, a equipe da Vila Belmiro contou com golaços de Neymar, Borges e Danilo para avançar à decisão e manter vivo o sonho do tricampeonato mundial no Japão.

Especulado como alvo santista para a próxima temporada, o lateral japonês Sakai descontou de cabeça para o Kashiwa, após escanteio cobrado por Jorge Wagner. Os nipônicos também colocaram uma bola na trave e levaram perigo com dois gols incríveis perdidos dentro da área. De positivo para o Santos, além dos três belos gols anotados, ficou a atuação de Paulo Henrique Ganso, que comandou o time no meio de campo e distribuiu seus tradicionais passes precisos.

Com a classificação à grande final assegurada, a equipe santista agora espera seu adversário, que sai do duelo entre Barcelona, da Espanha, e Al-Sadd, do Catar. Favoritos absolutos à vaga na decisão, os catalães tentarão confirmar a vaga às 8h30 desta quinta-feira, em Yokohama - mesmo palco da finalíssima, que acontece no domingo, também às 8h30.

O jogo

O Santos foi a campo sem surpresas armadas por Muricy: Elano, Henrique e Arouca fizeram uma linha de marcação no meio de campo, os três com liberdade e revezando para apoiar o armador Ganso; mais à frente, Borges e Neymar também mostraram bastante movimentação. Já o Kashiwa Reysol de Nelsinho Baptista veio em um 4-2-3-1 que tinha os brasileiros Leandro Domingues e Jorge Wagner abertos pelos lados; Tanaka era o meia que mais se aproximava do atacante Kudo.

Apesar de bons lampejos iniciais de Neymar, o Santos começou nervoso e recuado, deixando o Kashiwa ter mais a posse da bola nos primeiros 15 minutos. Mesmo assim, quase abriu o placar aos 4min: Kondo fez lambança dentro da área e chutou a bola contra o próprio braço, mas Neymar não aproveitou a sobra do lance e chutou na trave, perdendo grande chance.

Mesmo controlando a bola e controlando bem a posse no meio de campo, os japoneses não conseguiam vencer a marcação santista. Aos 7min, Jorge Wagner arriscou de longe, mas não levou perigo a Rafael; com 16min, foi a vez de Leandro Domingues mudar de lado, receber na esquerda e finalizar de fora da área, mas novamente sem problemas para o goleiro alvinegro. O Santos, por sua vez, errava um passe atrás do outro e sofria com a marcação agressiva do time nipônico.

Foi aí que Neymar apareceu e, em um lance de individualidade, mudou o jogo. Ganso deu ótimo passe e achou o camisa 11 com espaço na entrada da área; ele deixou o capitão japonês Otani deitado no chão com um corte seco; depois, colocou de perna esquerda um chute no ângulo do goleiro Sugeno, marcando um golaço no Toyota Stadium.

O Kashiwa seguiu com a marcação bastante recuada mesmo após levar o gol, e logo sofreu o segundo. Aos 23min, Borges recebeu com pouco espaço na entrada da área, mas conseguiu girar sobre a marcação e mandar um foguete para as redes, abrindo 2 a 0 para o time de Muricy.

Mesmo com a grande desvantagem no placar, os asiáticos mantiveram a postura recuada a princípio; o Santos, porém, também se retraiu na defesa e acabou chamando o Kashiwa para cima. Aos 26min, Tanaka girou na área e chutou travado para fora. Sem criatividade, os japoneses só voltaram a assustar aos 41min, quando Jorge Wagner bateu de primeira após rebote da barreira em cobrança de falta, e exigiu boa defesa de Rafael.

O segundo tempo começou com o Kashiwa adiantando um pouco a marcação e tentando bloquear a organização dos ataques do Santos, que recuava e esperava o momento certo para sair no contra-ataque. Em um deles, aos 5min, Neymar achou ótimo passe para Danilo, que invadiu a área pela direita, mas chutou em cima do goleiro. Dois minutos depois, Ganso tabelou com Neymar e chutou para defesa firme de Sugeno.

A postura recuada do Santos rendia escanteios ao time asiático, que aproveitou um deles aos 8min para diminuir o marcador. Jorge Wagner levantou no meio da área e o lateral direito Sakai - cuja contratação teria sido pretendida pela equipe da Vila Belmiro - subiu alto para cabecear para as redes, animando a torcida japonesa em Toyota.

O Santos pareceu ter sentido o gol e passou a errar passes na saída de bola. Muricy mexeu no time aos 13min sacando o apagado Elano para a entrada de Alan Kardec, que fez a mesma função de marcação pela direita, mas se projetando no ataque quando o time roubava a bola. E aos 18min, o time paulista respondeu o Kashiwa na bola parada: Danilo bateu falta que ele mesmo sofreu, de muito longe, tirando a bola da barreira e marcando outro golaço para fazer 3 a 1.

A mexida de Muricy não mudou nada na postura do Santos e o Kashiwa quase diminuiu de novo aos 23min, quando Leandro Domingues deixou Kitajima na cara do gol, mas o atacante bateu por cima do travessão. O time alvinegro respondeu no minuto seguinte quando Borges levantou na área, novamente em lance de contra-ataque, mas a bola passou por Neymar na segunda trave.

Cada vez mais recuado e deixando Neymar e Borges isolados na frente, o Santos seguia tomando sustos atrás. Aos 29min, Sawa recebeu enfiada de bola em velocidade, invadiu a área pela direita e bateu cruzado, no pé da trave de Rafael. Sete minutos depois, o mesmo Sawa aproveitou cruzamento com liberdade da ponta direita, mas perdeu gol impressionante na pequena área ao desviar por cima da meta.

Ibson substituiu Borges, passando Alan Kardec para o ataque, e acendeu novamente o Santos com um chute forte aos 38min que acertou o travessão do goleiro Sugeno. Os últimos minutos tiveram várias broncas de Muricy em Durval, que não acertava seu posicionamento improvisado na lateral esquerda, mas o Kashiwa não voltou a criar chances e o time da Vila Belmiro ratificou, apesar das dificuldades, a classificação à final do Mundial.

FICHA TÉCNICA

Kashiwa Reysol 1 x 3 Santos

Gols
Kashiwa Reysol:
Sakai, aos 8min do 2º tempo
Santos:
Neymar, aos 18min, e Borges, aos 23min do 1º tempo; Danilo ,aos 18min do 2º tempo

Kashiwa Reysol
Sugeno; Sakai, Masushima, Kondo e Hashimoto (Hyodo); Kurisawa e Otani; Leandro Domingues, Tanaka (Sawa) e Jorge Wagner; Kudo (Kitajima). Técnico: Nelsinho Baptista

Santos
Rafael; Danilo (Bruno Aguiar), Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval; Elano (Alan Kardec), Henrique, e Arouca; Ganso; Borges (Ibson) e Neymar. Técnico: Muricy Ramalho

Cartões amarelos
Kashiwa Reysol:
Leandro Domingues e Kurisawa
Santos:
Henrique

Árbitro
Nicola Rizzoli (ITA)

Local
Toyota Stadium, Toyota (JAP)

Público
29.173

Category: ESPORTES | Views: 438 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 3
Convidados: 3
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa