Domingo, 2021-12-05, 12:14 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2011 » Junho » 8 » SALVADOR: HOMEM QUE COLOCOU O TRAFICANTE FAL NA CRIMINALIDADE, CONTINUA EM LIBERDADE APÓS PAGAR FIANÇA DE R$ 545,00
11:17 AM
SALVADOR: HOMEM QUE COLOCOU O TRAFICANTE FAL NA CRIMINALIDADE, CONTINUA EM LIBERDADE APÓS PAGAR FIANÇA DE R$ 545,00

Especializado em tráfico de drogas e até semana passada considerado o bandido mais procurado da Bahia, Fagner Sousa da Silva, o Fal, entrou na bandidagem pelas mãos de João Cardoso de Souza Neto, o João Gordo, de 31 anos. 


Apontado pela polícia como um mestre das saidinhas bancárias, João Gordo ensinou Fal a roubar e recrutar assaltantes. Mas, ao contrário do pupilo, que está preso, João curte a liberdade. Preso em flagrante na sexta-feira por porte ilegal de arma, não passou nem um dia custodiado.

Ele foi detido quando dirigia o Corsa Classic preto de placa NTW 7074, na Avenida Antonio Carlos Magalhães. Com ele, foi encontrada uma pistola Taurus 380 e um revólver 38. Mas, no mesmo dia, a juíza plantonista Luciana Viana Barreto mandou soltá-lo sob pagamento de fiança no valor de R$ 545.

Livre
"Para a nossa surpresa, ele já não estava mais na 1ª Delegacia quando pedimos para buscá-lo. Foi quando chegou em minhas mãos o alvará de soltura. Foi inesperado porque ele já tinha sido condenado por formação de quadrilha”, afirmou ontem a titular da 16ª Delegacia de Polícia, Jussara Souza, que pretendia apresentar João à imprensa na segunda. "A liberação foi muito rápida, considerando que ele tinha antecedentes criminais e foi preso por porte ilegal de armas”, emendou a delegada. 

Justificativa
Em nota, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) informou que a juíza "decidiu de acordo com a lei, em conformidade com seu livre convencimento motivado”. O órgão afirmou ainda que João Gordo nunca foi condenado e por isso "a constituição federal lhe dá o direito de responder em liberdade”.

Na página de consulta processual do TJ, a informação é de que João Gordo foi condenado em primeira instância em abril de 2010, tendo recorrido da pena meses depois. No seu depoimento à polícia, ele mesmo admite que cumpriu 1/3 da pena e ganhou liberdade condicional devido a seu bom comportamento.    
Assaltos Identificado pela polícia como o líder de uma quadrilha que pratica saidinhas bancárias principalmente na região da Pituba, João Gordo já vinha sendo investigado por agentes da 16ª Delegacia.

De acordo com dados da unidade, nos cinco primeiros meses deste ano foram registradas 81 saidinhas na região, que abrange bairros como Itaigara, Pituba e Caminho das Árvores. O número corresponde a um aumento de 24,6% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 65 ocorrências do tipo.

João Gordo responde a sete inquéritos e quatro processos por roubo, furto e formação de quadrilha. Ele é apontado como o mentor das ações e o homem que recrutava os assaltantes, lhes fornecendo carros e armas.

O Corsa que ele dirigia quando foi preso tinha sido identificado por vítimas de saidinhas no bairro. Para fazer o flagrante, os policiais montaram campana na Rua da Graviola, onde João morava com a mulher e o filho desde que deixou a prisão.

Ajuda
Inclusive, a presença constante de carros na frente de bancos fez com que várias vítimas de saidinha relatassem para a polícia as placas de veículos suspeitos. Foi a partir dessas informações que os agentes chegaram até João. Um dos veículos indicados, um Spacefox preto de placa JRD 4558, estava registrado no nome de sua esposa, Viviane Souza Mattos.

Ao ser ouvido pela delegada Jussara Souza, o acusado negou a posse das armas. Ele disse que vinha trabalhando com revenda de roupas de chegava a lucrar R$ 6 mil por mês. Ele contou ainda que o valor do aluguel do apartamento onde vivia é de R$ 1,4 mil e que paga mensalidade de R$ 270 na escola do filho.

"O cara aluga um apartamento no Caminho das Árvores. Todos carros que ele usava eram alugados. É muito frio e queixo duro. Disse que não sabia que tinha arma no carro. Depois que foi liberado, nem ficou nem mais no endereço. Já se mudou”, concluiu a delegada, indignada.

Fonte: Correio24horas
Category: NOTÍCIAS | Views: 2356 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 9
Convidados: 9
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa