Sexta-feira, 2020-10-30, 8:43 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
Pesquisar
Metereologia
Main » 2013 » Abril » 19 » SALVADOR: BANDIDO ABORDADO POR POLICIAL NO SHOPPING MATOU DOIS EM BRIGA POR BOLA DE GUDE
11:44 AM
SALVADOR: BANDIDO ABORDADO POR POLICIAL NO SHOPPING MATOU DOIS EM BRIGA POR BOLA DE GUDE


O bandido que a Polícia Civil do Rio de Janeiro tentou prender no Shopping Barra na quarta-feira e cuja abordagem acabou em tiros na porta do estabelecimento é Iverson Cleison Santana da Silva, 30 anos, o Pitbull. Apontado como de "alta periculosidade” pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Iverson é procurado por matar o empresário Antônio Carlos Fernandes, 59, e seu filho, Michael Douglas, de 31. Segundo a polícia fluminense, a confusão começou porque um sobrinho de Michel, de 12 anos, agrediu o filho de Iverson, de 7, quando brincavam de bolas de gude. A avó do menor, então, teria batido no maior. Iniciou-se um bate-boca, em que a mulher de Iverson, Daniele, tentou agredir a mãe do garoto de 12, Luciana Michel e Antônio Carlos estavam em casa e saíram para intervir. Acabaram baleados no abdômen e na cabeça por Iverson, que conseguiu uma pistola 38 emprestada de um camelô. O crime aconteceu no bairro de Guadalupe, Zona Norte do Rio. No domingo, 14, a Secretaria de Segurança Pública do Rio imprimiu folhetos com o rosto de Iverson e ofereceu uma recompensa de R$ 5 mil para quem der informações sobre ele. Não demorou para a inteligência do Rio descobrir que o foragido se escondia em Salvador, e enviou equipes para a capital baiana, onde ele usa o nome falso de Roberto Ferreira Pimenta. Foi nessa busca que um policial carioca acabou abordando o bandido no estacionamento do shopping.

A SSP-BA e SSP-RJ não quiseram se pronunciar sobre a escolha do estacionamento de um shopping para a tentativa de execução da ordem de prisão. Em nota, a SSP do Rio disse apenas que, na fuga, o suspeito tentou atropelar os policiais e, por isso, os tiros foram disparados nos pneus do carro "na intenção de contê-lo”.

A Polícia Civil baiana disse por meio da assessoria que também não analisará a atuação dos colegas do Rio por "questão de elegância”. O policial civil carioca que efetuou os disparos foi ouvido ontem na 14ª Delegacia (Barra), mas a SSP-BA disse que não divulgaria o teor do depoimento.

Fonte: Correio
Category: NOTÍCIAS | Views: 341 | Added by: monica | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 6
Convidados: 6
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa