Quarta-feira, 2023-02-08, 8:22 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2013 » Setembro » 2 » PRESIDENTE DE ISRAEL APOIA DECISÃO DE OBAMA DE PEDIR APOIO PARA ATACAR SÍRIA
12:29 PM
PRESIDENTE DE ISRAEL APOIA DECISÃO DE OBAMA DE PEDIR APOIO PARA ATACAR SÍRIA


O presidente de Israel, Shimon Peres, disse nesta segunda-feira que apoia a decisão do presidente norte-americano Barack Obama de pedir aprovação do Congresso para uma ação militar na Síria.

"Eu tenho plena confiança na postura moral e operacional do presidente Obama”, declarou Peres em entrevista à rádio do Exército israelense. "Eu recomendo paciência. Tenho confiança de que os Estados Unidos responderão da forma correta à Síria”.

No sábado, Obama disse que vai pedir que o Congresso norte-americano autorize uma ação militar contra a Síria por causa do suposto uso de arma química num ataque. Peres disse que a situação na Síria está mais complicada do que nunca, o que exige uma cuidadosa deliberação a respeito de uma intervenção externa. 

"Já não há uma Síria apenas. A Síria como era não existe mais. Assad não pode unificar a Síria, há três ou quatro países em um só”, disse ele, numa aparente referência aos vários grupos rebeldes que lutam para derrubar o regime de Assad. 

Peres também descartou o envolvimento de Israel numa intervenção. "Não depende de Israel decidir a respeito da Síria. Estamos numa posição única. Por várias razões há um consenso contra o envolvimento israelense. Nós não criamos a situação na Síria”, afirmou ele. 

No sábado, Obama tomou a surpreendente decisão de pedir apoio do Legislativo para uma intervenção militar, o que adiou em pelo menos uma semana qualquer ação armada, mas deu início a uma intensa campanha pela aprovação da medida no Congresso. 

No domingo, Washington disse te provas de que o regime de Damasco usou gás sarin no ataque realizado em 21 de agosto, mas o regime de Assad nega categoricamente a acusação. 

A Rússia, forte aliada da Síria, disse não estar convencida com as provas apresentadas pelos Estados Unidos e seus aliados. 

Fonte: Correio

Category: NOTÍCIAS | Views: 221 | Added by: monica | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 2
Convidados: 2
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa