Sábado, 2023-01-28, 10:07 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2014 » Outubro » 14 » POLÍCIA DIZ NÃO SABER RELAÇÃO QUE PADRE MORTO TINHA COM CRIMINOSOS
6:07 PM
POLÍCIA DIZ NÃO SABER RELAÇÃO QUE PADRE MORTO TINHA COM CRIMINOSOS
A polícia ainda não tem detalhes sobre a relação que o padre Francisco Carlos de Souza, morto no último dia 5, no bairro de Stella Maris, tinha com os autores do crime, Robson de Souza Oliveira, o “Tito”, 26 anos e André Fernando Amaral, o “Andrezinho”, 29. A dupla foi apresentada na manhã desta segunda-feira (13), depois de ter sido presa na última sexta-feira (10), no município de Igrapiúna, no interior do Estado.
 
De acordo com o delegado Marcelo Sansão, responsável pelo caso, o padre vinha realizando, há pelo menos três meses, pagamentos para Robson, cujos valores não foram divulgados. A interrupção da “mesada” pode ter sido a causa do crime. O delegado revelou ainda que o criminoso e o padre tinham marcado um encontro no dia do homicídio, nas proximidades do local onde Juarez foi morto.
Ainda de acordo com Sansão, no dia do crime, Francisco havia feito um saque. Além disso, Robson chegou a ligar para o celular dele 49 vezes. O telefone, que não foi levado pelos bandidos, ajudou a polícia a localizá-lo. O delegado disse, também, que Robson costumava praticar surfe, não possui antecedentes criminais, mas não tem profissão definida. Os dois suspeitos são usuários de drogas.
 
A prisão
 
Robson e André foram presos na Pousada Igrapiúna, localizada em frente à Igreja Matriz da cidade, onde estavam hospedados. De acordo com a 33ª CIPM (Valença), a polícia obteve informações da presença dos acusados, no local, através de denúncias anônimas. Os envolvidos haviam vendido o carro do padre (um VW/Fox), que estava desaparecido desde sua morte, para um homem de prenome Eri, que vive na zona rural do município em uma propriedade do pai, conhecido como Arlindão, que já foi preso anteriormente por roubo de veículo.
 
André e Robson estavam em Igrapiúna desde a última terça-feira (07), mantidos na pousada por Eri, que providenciava o levantamento de R$ 3 mil para o pagamento do Fox. Porém, ao tomar conhecimento de que o carro pertencia ao padre e o veiculo estava relacionado com um caso de grande divulgação na mídia, ele incendiou o automóvel na região de Orojo, que fica entre o distrito de Travessão e a cidade de Camamu. Os suspeitos foram, inicialmente, apresentados da delegacia de Valença e, em seguida, encaminhados para o Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa, em Salvador.
 
Fonte: Aratu Online
Category: NOTÍCIAS | Views: 442 | Added by: tainá | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 1
Convidados: 1
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa