Segunda-feira, 2021-11-29, 9:34 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia
Main » 2010 » Agosto » 17 » PIRITIBA - PROFESSORA INVENTA GRAVIDEZ E PLANEJA COMPRAR BÊBE
10:53 PM
PIRITIBA - PROFESSORA INVENTA GRAVIDEZ E PLANEJA COMPRAR BÊBE
O Bel. José Adriano da Silva, Delegado de Polícia de Mundo Novo e que também responde por Tapiramutá em entrevista na tarde desta segunda-feira, 16 relatou que uma Professora de nome Luciana da Silva Sampaio, 34 anos, moradora de Piritiba, casada há 10 anos, em novembro do ano passado achou que estava grávida e fez alguns exames de ultra-som, confirmando a não gravidez, não revelou a seu esposo e nem a sua família o resultado do exame, mantendo na família a expectativa de uma gestação. No desejo desesperado de ter um filho, passou a procurar uma jovem que estivesse grávida e disposta a doar a criança, o detalhe é que a pessoa deveria estar gestante pelo mesmo período em que ela vinha forjando a sua gravidez. Luciana passou a visitar a zona rural em busca dessa gestante.

No distrito de Porto Feliz município de Piritiba, Luciana encontrou Adriana Pereira Souza de 19 anos, gestante, mas que já havia firmado compromisso com outra mulher para doar seu filho assim que nascesse por não haver condições financeiras para criá-lo. Sabendo disso, Luciana ofereceu R$1.000,00 para Adriana, além de continuar ajudando a sua família a criar outro filho que Adriana possui, conseguindo assim, assumir o acordo com a gestante que procurava.

A partir desse momento, Luciana foi maquinando este plano, foi a Piritiba com Adriana e tirou uma foto da mesma colando em sua própria Carteira de Identidade. A intenção era que Adriana ao dar entrada no hospital para "dar a luz”, entregasse a Carteira de Identidade de Luciana, mas com a foto de Adriana.

Este plano foi levado em frente e Adriana estava sendo orientada por uma terceira pessoa de nome Elitânia Maria Santos da Silva, que é enfermeira na cidade de Piritiba e também em Tapiramutá. Esta enfermeira orientou Adriana e Luciana a não entregarem a Carteira de Identidade, que já havia sido adulterada, ao hospital, pois poderiam em algum momento desconfiarem e aí então as duas poderiam ser presas. Sugeriu que Adriana levasse a Certidão de Nascimento de Luciana para ser entregue no dia de ter o bebê. A enfermeira combinou ainda com Adriana e com Luciana, para serem as duas internadas no mesmo momento e na mesma maternidade, onde ela estaria de plantão para viabilizar o serviço.

Uma quarta pessoa de nome Dulcinete Ferreira de Souza (Dulce) deu todo o apoio logístico para este plano. Era a pessoa que levava Adriana para fazer os exames de pré-natal na cidade de Piritiba. No dia do ter o bebê Dulcinete encaminhou Adriana a maternidade entregando aos cuidados da enfermeira Elitânia, além de também internar a pessoa de Luciana alegando que a mesma não estava passando bem. Este internamento de Luciana fazia parte do plano para que a mesma saísse da maternidade com a criança.

A movimentação na maternidade chamou a atenção de outras enfermeiras e do diretor do hospital. Passaram então a constatar que havia algo errado.

Perceberam que Luciana deu entrada na maternidade com a sua Certidão de Casamento e Adriana deu entrada com a Certidão de Nascimento de Luciana, ou seja, duas pessoas distintas com o mesmo nome e os mesmos dados.

A idade de Luciana(34) que estava na Certidão de Nascimento que Adriana entregou na maternidade não condizia com a aparência de Adriana(19), que estava internada para dar a luz.

A diretoria do hospital ligou para a polícia e a equipe de Dr. José Adriano, delegado de polícia, constatou a veracidade do fato, efetuou a princípio a prisão de Luciana e Adriana e logo após a prisão de Elitânia e Dulcinete.

Adriana a princípio está em prisão domiciliar, por não oferecer na delegacia de Tapiramutá condições para acomodá-la com o bebê. As quatro presas estão à disposição da Juíza de Mundo Novo. Adriana e Luciana serão enquadradas nos Artigos 242; 288; 297; 299 e 307 do Código Penal Brasileiro. Enquanto a Elitânia e Dulcinete no Art. 242.

Fonte: opovoquersaber

Category: NOTÍCIAS | Views: 582 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 2
Convidados: 2
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa