Terça-feira, 2018-07-17, 1:15 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
Pesquisar
Main » 2011 » Fevereiro » 17 » NOVE DEPUTADOS BAIANOS VOTARAM A FAVOR DO SALÁRIO MÍNIMO DE R$ 600,00
1:40 PM
NOVE DEPUTADOS BAIANOS VOTARAM A FAVOR DO SALÁRIO MÍNIMO DE R$ 600,00

Em seu primeiro teste parlamentar, o Governo Dilma Roussef saiu vitorioso e a Câmara dos Deputados aprovou integralmente, na madrugada desta quinta-feira (17), o projeto de reajuste do salário mínimo, que prevê um aumento de cinco reais. Com isso, o salário que atualmente é de R$ 540 passa para R$ 545.


A votação na Câmara durou quase dez horas. A oposição queria um aumento maior, mas não conseguiu combater a ampla base governista. O PSDB propôs um reajuste para 600 reais, mas o plenário rejeitou com 376 votos contra e 106 a favor. Os Democratas propuseram um aumento para 560, e também foram rejeitados com 361 votos contra e 120 a favor.

Então, valeu a vontade do governo. A adesão dos partidos ao reajuste proposto ficou da seguinte forma:

100% dos deputados do PMDB votaram com o governo, algo que jamais ocorreu no governo Lula. O PSC, o PCdoB e o PRB também foram 100% leais à imposição do governo.

O PT, legenda da presidente, deu 88% dos votos a favor da proposta do governo. O PP, terceira maior legenda governista, apresentou 93% de adesão, seguido pelo PR, com 92,5%, o PSB, com 97% e o PTB, com 95 % de aprovação.

Da base aliada, o PDT, do ministro do Trabalho Carlos Lupi, foi o que apresentou a menor taxa de fidelidade a Dilma, 59% dos votos.

Parlamentares baianos

Na bancada baiana, os deputados federais que votaram a favor do aumento do mínimo para R$ 600 foram:

Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM)
Antonio Imbassahy (PSDB)
Fábio Souto (DEM)
Fernando Torres (DEM)
José Nunes (DEM)
Jutahy Junior (PSDB)
Luiz Argôlo (PP)
Oziel Oliveira (PDT)

Na segunda votação, votaram a favor do aumento para R$ 560:

Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM)
Antonio Imbassahy (PSDB)
Claudio Cajado (DEM)
Fábio Souto (DEM)
Fernando Torres (DEM)
Jutahy Junior (PSDB)
José Nunes (DEM)

O deputado Paulo Magalhães (DEM) não teve o voto registrado na sessão. Os demais ficaram com o governo e votaram contra as emendas propostas pelo PSDB e DEM.

Durante a sessão, o plenário aprovou em votação simbólica, a política de valorização do salário até 2015, com base na regra de aplicação da inflação mais o índice de crescimento da economia de dois anos antes.

Na próxima semana, a proposta deve ser votada no Senado, mas caso os senadores façam modificações, ela voltará para a Câmara. Caso contrário, será enviada para sanção presidencial.

Veja abaixo a votação de todos os parlamentares para o mínimo de R$ 545.

Fonte: Metrópole FM
Category: NOTÍCIAS | Views: 403 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 8
Convidados: 8
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa