Sexta-feira, 2020-08-07, 6:52 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
Pesquisar
Metereologia
Main » 2015 » Setembro » 29 » NOVA ETAPA DE REQUALIFICAÇÃO DO CENTRO ANTIGO RECEBE R$ 43 MILHÕES
8:25 AM
NOVA ETAPA DE REQUALIFICAÇÃO DO CENTRO ANTIGO RECEBE R$ 43 MILHÕES

VEJA MAIS FOTOS

Bairros como Nazaré, Centro, Politeama e outras localidades do Centro Antigo de Salvador começam a receber melhorias de pavimentação e requalificação com investimentos de cerca de R$ 43 milhões. As obras fazem parte do Plano de Reabilitação do Centro Antigo e foram autorizadas, na manhã desta segunda-feira (28), pelo governador Rui Costa, que esteve acompanhado de secretários estaduais, em cerimônia realizada no Espaço Itaú- Glauber Rocha, na Praça Castro Alves. O pacote contempla 80 vias e as intervenções já começam nesta segunda. 

As localidades foram escolhidas depois de um estudo elaborado na região, no qual se verificou uma necessidade de recuperação de passeios e ruas do Centro Antigo. O governador destacou que essas obras reconstroem e requalificam as vias para os baianos e também para visitantes. "Em qualquer lugar do mundo, o Centro Histórico é incorporado ao cotidiano das pessoas, a população faz parte e usufrui do patrimônio histórico do local. E aqui não será diferente, o centro tem que ser o lugar da vivência das pessoas, não queremos mais que essa estrutura seja mantida apenas para contemplação, mas que seja usada como meio de vida dos baianos. Isso também inclui recepcionar bem investimentos privados. Algumas recuperações que já estão acontecendo no Centro de Salvador, por exemplo, são por meio desta iniciativa e geram emprego e renda para a população", afirmou Rui, que ainda falou sobre outros projetos que vão dar mais acesso e facilitar a circulação no Centro, como o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), o novo Centro de Convenções, e o metrô da Lapa até a Barroquinha. 

A recuperação das vias vai beneficiar os cerca de 77 mil moradores do Centro Antigo e valorizar as regiões turísticas, que vão ganhar novas calçadas em concreto lavado, permitindo a acessibilidade de portadores de necessidades especiais, com rampas de acesso, piso tátil, além de 13 quilômetros em ciclofaixas e 73 quilômetros em nova pavimentação, além de sinalização viária e obras de drenagem. Alguns locais, como as ruas Chile e Direita do Santo Antônio, por exemplo, também ganharão as chamadas valas técnicas, que retiram parte da fiação aérea de energia elétrica, telefonia e internet e as instalam em estruturas subterrâneas. 

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Carlos Martins, o programa é importante para melhorar a vida dos baianos, dar mais acessibilidades às vias urbanas da capital e mais visibilidade a alguns pontos turísticos. "Essas obras vão melhorar todo o conjunto de reurbanização da área e dar um novo visual à cidade. Estamos interessados nesse projeto não só pelo valor estético e pela acessibilidade, mas também como uma forma de trabalhar fortemente a vocação turística de Salvador. Não são apenas melhorias da pavimentação, é uma oportunidade de gerar emprego e renda através do turismo, é um conjunto de obras que faz com que Salvador fique mais bonita, mais acessível, e também desenvolva a economia do estado", falou o secretário. 

Ainda de acordo com Carlos Martins, o projeto conta com a parceria do Governo federal, mas também acontece em diálogo com a Prefeitura de Salvador. Nesse programa, o Governo do Estado assume o projeto da rua Chile e adjacências e, em contrapartida, a administração municipal fica responsável pelas intervenções da Avenida Sete, local que inicialmente estava incluído nas intervenções estaduais, mas que foi substituído a pedido da prefeitura. 

Intervenções

O início das intervenções se dá pela Ladeira da Montanha e, na seqüência, Ladeiras da Misericórdia, Conceição da Praia, Preguiça, além da Rua Pau da Bandeira e Manuel Vitorino. O prazo para a entrega das 80 ruas é de 18 meses. Isso porque em algumas regiões, devido ao grande fluxo de pessoas e veículos, só devem ser realizadas no período noturno. Elas estão sob responsabilidade da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas) da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). 

O Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador prevê investimentos de R$ 123 milhões na melhoria da infraestrutura urbana em mais de 250 ruas da região, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC), do Governo federal. Essas requalificações de passeios e ruas foram divididas em cinco lotes. A primeira etapa conta com 55 ruas do Comércio e Calçada; enquanto no lote 2, autorizado nesta segunda-feira, estão 80 ruas do Centro, Nazaré, Politeama e Campo Grande. O lote 3, autorizado em julho deste ano e onde o projeto já foi iniciado, há 84 reformas previstas nos bairros da Saúde, Barris e Tororó. Para a quarta etapa, serão 8 ruas do Santo Antônio Além do Carmo, enquanto o quinto lote contempla 40 vias dos bairros do Barbalho, Macaúbas, Soledade e Lapinha.

PAC Pavimentação

Category: NOTÍCIAS | Views: 285 | Added by: tainá | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 7
Convidados: 7
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa