Terça-feira, 2022-12-06, 11:42 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2013 » Outubro » 5 » MÉDICO É IMPEDIDO DE ASSUMIR VAGA DO MAIS MÉDICOS EM CASA NOVA
6:24 PM
MÉDICO É IMPEDIDO DE ASSUMIR VAGA DO MAIS MÉDICOS EM CASA NOVA


O médico Nélio Azevedo, inscrito no Programa Mais Médicos e escalado para trabalhar no município de Casa Nova, no interior do estado está sendo impedido de assumir o cargo. Nélio deveria ter iniciado as atividades desde dia 2 de setembro, porém, segundo ele, está sendo impedido pelo prefeito do município, Wilson Cota (PMDB) que não permite que o secretário de Saúde, Mozart Sales assine o Termo de Adesão e Compromisso que efetiva a sua participação no programa.

A denúncia foi encaminhada ao Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindmed) desde o dia 1º. Para que o médico comece a trabalhar é necessário que o Termo assinado seja entregue ao Ministério da Saúde. O ministério e a coordenação do Programa Mais Médicos já foram informados sobre o problema, mas o médico ainda não recebeu resposta sobre a questão. Nélio, que reside em Casa Nova, acredita que está sendo vítima de perseguição política. "Está claro que é perseguição política, porque não acompanhei ele na eleição passada. Ele só quer trabalhando os apadrinhados dele”, afirma.

O presidente do Sindimed, Francisco Magalhães encaminhou um ofício ao Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e para a Procuradoria Geral da República solicitando providências. A assessoria jurídica do sindicato está à disposição do médico para garantir o direito do exercício da profissão.

De acordo com Nélio, a assessoria do Ministério da Saúde entrou em contato com ele garantindo que a situação deve se resolver até a próxima segunda. Ele ainda diz que a prefeitura alega o vínculo dele com o estado.

No entanto, o programa não impede médicos brasileiros de atuar em outros lugares, desde que cumpram a carga horária de 40 horas semanais estabelecida pelo programa. Os médicos estrangeiros estão impedidos de ter outro vínculo empregatício por não possuírem diploma validado em todo território nacional.

Fonte: Correio

Category: NOTÍCIAS | Views: 391 | Added by: monica01 | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 1
Convidados: 1
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa