Terça-feira, 2020-08-04, 2:47 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
Pesquisar
Metereologia
Main » 2012 » Setembro » 22 » MACEIÓ/AL: POLÍCIA INVESTIGA DESAPARECIMENTO DE UNIVERSITÁRIA
10:26 AM
MACEIÓ/AL: POLÍCIA INVESTIGA DESAPARECIMENTO DE UNIVERSITÁRIA

A polícia de Alagoas investiga o desaparecimento e morte da universitária Bárbara Regina Gomes da Silva, de 21 anos, em Maceió. A jovem sumiu no dia 1º de setembro e, nesta sexta-feira (21), a Polícia Civil divulgou informações sobre o principal suspeito do crime.

Segundo as investigações, Otávio Cardoso da Silva Neto, de 25 anos, confessou a um amigo ter estrangulado Bárbara depois que eles saíram de uma boate na Ponta Verde. De acordo com a polícia, que acredita que  a universitária foi assassinada, o suspeito é caracterizado como "psicopata" por conhecidos.

A Justiça decretou a prisão preventiva do suspeito, que ainda não foi encontrado. O corpo de vítima também não foi localizado.


A polícia chegou até a identidade do suspeito depois de analisar as imagens das câmeras de segurança da boate. No vídeo divulgado pela polícia  (veja abaixo), é possível ver a entrada de Neto às 23h37 na boate. Às 3h09, os dois saem juntos do local.

"Ele contou para um amigo que havia arrastado e enforcado Bárbara e desferido golpes de punhal contra o peito da vítima”, afirma o delegado Antônio Nunes, da Seção Antissequestro da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic).

De acordo com o delegado, o suspeito é caracterizado como ninfomaníaco e psicopata pelos amigos. "Eles dizem que ele se tornava uma pessoa violenta quando bebia”, diz. Neto tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma e já teria agredido o pai.

"Também descobrimos que ele é suspeito de uma tentativa de estupro em janeiro”, afirma o delegado. A polícia apura se ele fugiu para outro estado após o desaparecimento de Bárbara.

Na casa de Neto foi encontrado um par de sapatos cheio de lama, que ele teria sido usado na noite do crime. A polícia acredita que Neto tentou manter relações sexuais com a vítima, que se negou e foi assassinada.

O caso
Bárbara saiu com mais quatro amigos na noite do dia 31 de agosto e deixou a boate por volta das 3h com o suspeito. Segundo a advogada da família da vítima, Karine Brandão Sampaio, a vítima não costumava sair com os homens que não conhecia.

Bárbara trabalhava em uma concessionária de carros, foi candidata à miss Alagoas em 2006 e morava com a mãe e o irmão.

"A família ainda tem esperanças de que ela esteja viva, mas, se não estiver, querem apenas que ela tenha um enterro digno”, afirma a advogada.


Category: NOTÍCIAS | Views: 546 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 1
Convidados: 1
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa