Sexta-feira, 2022-12-09, 9:56 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2013 » Outubro » 16 » LAUDO DE HOSPITAL RECOMENDA QUE MÉDICA FIQUE MAIS DOIS DIAS INTERNADA
3:20 PM
LAUDO DE HOSPITAL RECOMENDA QUE MÉDICA FIQUE MAIS DOIS DIAS INTERNADA


O Hospital Aliança divulgou nesta quarta-feira (16) um relatório médico sobre a internação da médica Kátia Vargas Leal Pereira, 45 anos. O documento recomenda que oftalmologista continue na unidade de saúde em observação. "O relatório diz que ela precisa ficar internada entre 24h e 48h em observação”, diz o Daniel Keller, advogado de defesa da família dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes Dias, que morreram no acidente envolvendo a médica.

O Ministério Público do Estado da Bahia convocou a imprensa para uma entrevista na tarde de hoje, na sede do órgão, em Nazaré. Os promotores de Justiça Davi Gallo e Raimundo Moinhos divulgarão detalhes sobre o caso, além do resultado do laudo da perícia médica que solicitaram ao Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML), para saber o real estado de saúde da oftalmologista.

Se o laudo determinar que a oftalmologista ainda precisa de cuidados médicos, ela será levada para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde ficará custodiada. Caso fique comprovado que a médica já pode ter alta, ela será encaminhada para a 7ª Delegacia Territorial (DT/Rio Vermelho), que investiga o caso, para ser ouvido pela titular Jussara Souza.

"Se espera que ainda hoje, com o resultado, fique decidido o destino de Kátia: se ela vai ser internada no HGE, em custódia, se vai permanecer no Aliança, ou se será encaminhada ao presídio feminino", afirmou a delegada Jussara. 


"Sendo que antes de ser encaminhada para o presídio, ela terá de prestar interrogatório. Isso só não vai acontecer se ela estiver sedada. E de qualquer forma, ela estando ou não em condições de ser ouvida, o inquérito do caso será encaminhado para o Ministério Pública nesta segunda-feira (21)", conclui.


Kátia ainda pode responder ao processo em liberdade. Ao ser questionada sobre a possibilidade disto, a delegada Jussara respondeu que tal coisa só irá acontecer caso o advogado de defesa da médica conseguir que um juiz conceda a revogação do pedido de prisão preventiva, concedido na terça-feira (15).  

Os pais das vítimas devem ser ouvidos pela polícia na quinta-feira (17), e quatro testemunhas prestaram depoimento na delegacia hoje. A oftalmologista está internada no Hospital Aliança desde o dia do acidente.

 
A decisão de ser levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para um hospital particular é questionada pelo promotor Davi Gallo. "Ela passou por cima da lei”, diz, acreditando que ela deveria ter sido encaminhada para uma instituição pública de saúde.

"Não entendemos por que ela foi para o (Hospital) Aliança. No hospital público, ela teria todo o aparato de primeiros socorros. Além disso, ela está presa e deveria prestar declarações ao policial que estivesse no local, ao chegar. Num hospital público, ela também teria um lugar para ficar isolada”, explicou o promotor.

Fonte: Correio 

Category: NOTÍCIAS | Views: 329 | Added by: monica01 | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 1
Convidados: 1
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa