Quarta-feira, 2021-12-01, 10:34 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia
Main » 2010 » Outubro » 20 » JUSTIÇA SUSPENDE CONCURSO DOS CORREIOS
11:47 PM
JUSTIÇA SUSPENDE CONCURSO DOS CORREIOS

Um dos motivos que levaram a Justiça Federal a suspender o concurso dos Correios é a suspeita de que a estatal mentiu. Explica-se. O reitor da UnB, José Geraldo de Souza Junior, afirmou ao Ministério Público Federal que o Cespe, entidade ligada à universidade, não recebeu qualquer pedido para apresentar proposta de aplicação da prova. O concurso é o maior do Brasil este ano, com 1 milhão de candidatos para cerca de 6 000 vagas.
A manifestação do reitor, encaminhada no dia 1º de setembro à procuradora Raquel Branquinho, foi fundamental para que o juiz Paulo Ricardo de Souza Cruz, da 5ª Vara Federal, suspendesse a realização da prova, marcada para o dia 28 de novembro.
Há meses, o MP apura se houve favorecimento na escolha da Fundação Cesgranrio, por dispensa de licitação ao preço de 26,5 milhões. Motivo: a fundação apareceu na lista de pagamento de propina apreendida no gabinete de Maurício Marinho, o ex-diretor dos Correios flagrado em 2005 embolsando 3 000 reais a mando do PTB. Foi o estopim do escândalo do mensalão.
A estatal sempre sustentou que, antes da escolha da Cesgranrio, fez cotação de preços com nove entidades. Apresentando documentos ao MP, os Correios afirmaram em várias reuniões que mandaram o pedido de proposta por e-mail à UnB. A universidade revolveu a caixa de mensagens do setor responsável pelos concursos e disse à procuradora não ter recebido qualquer mensagem. Observa a procuradora:
– O responsável por um concurso desse porte poderia ao menos ter checado o recebimento do e-mail.
Diante das suspeitas, Raquel recomendou no dia 15 de setembro ao presidente da estatal, David de Mattos, a anulação do contrato com a Cesgranrio. Sugeriu a Mattos, indicado ao cargo por Erenice Guerra, a abertura de nova concorrência pública.
Depois da sugestão, a procuradora reuniu-se duas vezes com representantes da cúpula dos Correios, que, de modo geral, não queriam rever o acerto com a fundação. Por essa razão, ela recorreu cinco dias depois à Justiça para cancelar a contratação – e obteve sucesso. A estatal vai recorrer.
Esta tarde, Raquel apresentou novas recomendações aos Correios: anulação do concurso, devolução das taxas de inscrição e o lançamento de uma licitação para a escolha da entidade que aplicará as provas. É esperar para saber se o MP será novamente ignorado.
Category: NOTÍCIAS | Views: 494 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 6
Convidados: 6
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa