Quinta-feira, 2020-09-24, 8:18 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
Pesquisar
Metereologia
Main » 2011 » Março » 2 » HOMEM QUE ESTUPRAVA MULHERES EM CASAS DE MASSAGENS É PRESO
12:32 PM
HOMEM QUE ESTUPRAVA MULHERES EM CASAS DE MASSAGENS É PRESO


Primeiro ele marcava por telefone uma sessão de massagem. Depois que entrava no local, anunciava o assalto e, antes de sair, ainda estuprava uma funcionária. Às vezes, mais de uma. Era assim que Márcio Adriano Serapião dos Santos, 29 anos, agia em casas de prostituição que funcionam como casas de massagem na orla de Salvador. 

Na ficha, ele ainda acumula cinco homicídios, além de roubos e sequestros. Ao ser apresentado na 9ª Delegacia, na Boca do Rio, na manhã de ontem, ele negou os crimes e garantiu: "Sou uma pessoa ótima, muito familiar”.

De acordo com a titular da 9ª DP, Dalva Cardoso, no entanto, ele é muito perigoso. Diversas casas de massagem de fachada que funcionam na Boca do Rio, Rio Vermelho, Pituba e Brotas já foram alvos do criminoso. Segundo a polícia, pelo menos um desses estabelecimentos funciona realmente como casa de massagem.

PRISÃO Cauã, como Márcio é conhecido, passou a ser procurado há cinco meses por agentes da 9ª DP, após manter em cárcere privado uma cabeleireira de 42 anos, no Jardim Armação (veja ao lado), e foi finalmente preso na segunda-feira (28), quando dirigia um veículo no bairro de Marechal Rondon e foi avistado por dois policiais.

"Ele é um criminoso de alta periculosidade e realizava crimes complexos, como o da mulher que ele manteve em cárcere privado. É algo que, em 31 anos de polícia, eu nunca tinha visto. Ele é muito inteligente”, disse a delegada.
Ainda segundo a titular, Cauã agia de forma muito violenta e, quando a vítima reagia, era ainda mais violento. "Prefiro não detalhar a violência. Só posso dizer que ele usava de ameaça e que as relações sexuais eram violentas”, contou a delegada.

Uma fonte que pediu anonimato contou que, ao estuprar as vítimas, ele as forçava a praticar sexo anal. Até ontem, cinco vítimas já tinham reconhecido Cauã como autor dos estupros. A namorada dele, a doméstica Jucilene Bispo dos Santos, 23, que participou do crime de cárcere privado, também foi detida.

CINCO HOMICÍDIOS Com dois mandados de prisão preventiva em aberto, um deles emitido por um juiz de Catu, na Região Metropolitana de Salvador, Cauã é acusado também de esfaquear o empresário Marildo Rocha e matar duas mulheres na mesma ocasião.

O crime aconteceu em janeiro de 2009, no bairro da Rua Nova, em Catu. A mulher do empresário, Sueli Silva Oliveira, 24, e a babá do bebê dela, Jucicleide Souza, 30, foram amarradas com o fio do telefone e, depois, decapitadas, quando Cauã tentava assaltar a casa onde moravam.

Ainda na cidade, Cauã estuprou e matou Cristiane Novaes. O corpo da vítima foi encontrado num matagal no povoado de Sapé. Por esse crime, ele foi condenado a 30 anos de prisão e, quando estava detido no presídio da cidade, matou um companheiro de cela.

"Ele foi preso uma vez por ter matado um homossexual na área da 7ª Delegacia, no Rio Vermelho. A segunda vez já foi em Catu. Mas ele conseguiu fugir e foi para Sergipe”, contou a delegada, sem informar as datas das  prisões.

O homossexual foi morto há nove anos, depois de um programa com Cauã. Segundo a delegada, Cauã está à disposição da Justiça e responderá pelos crimes de homicídio, roubo, extorsão e sequestro.

Vítima ficou presa dentro de casa
Sequestro, cárcere privado e vários estupros. Por quase dois dias, Cauã manteve presa uma cabeleireira e corretora de imóveis de 42 anos. Moradora de Jardim Armação, a vítima ficou aprisionada dentro do próprio apartamento. No período, ela foi estuprada várias vezes por Cauã, que ainda lhe roubou R$ 5 mil. Armado com um revólver, ele abordou a cabeleireira por volta das 18h do dia 9 de setembro do ano passado, em frente ao prédio em que ela mora.

Enquanto sua namorada, Jucilene Bispo dos Santos, 23, vigiava a vítima em casa, Cauã sacava dinheiro com os cartões bancários da vítima. Ao saber dos estupros, Jucilene ainda tentou consolar a cabeleireira. O casal manteve as mãos da vítima amarradas com uma fita e ela ficava sempre no mesmo cômodo. Enquanto isso, eles bebiam e cheiravam cocaína. Mas a comemoração foi interrompida quando receberam uma ligação de uma amiga de Jucilene. O filho dela, 5 meses, precisava mamar. A solução encontrada foi levar o bebê para o apartamento.

Apelidado de Pit Bull, o taxista Divalmir Brás Rodrigues que, segundo a polícia, sempre ajudou Cauã, levou Jucilene até a casa dela em Boa Vista do Lobato para pegar a criança. Ela levou R$ 70 para comprar R$ 50 de cocaína e o resto de fralda. Ao deixarem o apartamento, o casal ainda roubou roupas, eletrodomésticos e um anel de ouro que Jucilene usou até ser detida, segunda-feira.

Category: NOTÍCIAS | Views: 1148 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 1
Convidados: 1
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa