Quarta-feira, 2021-12-08, 10:54 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2011 » Setembro » 25 » HOMEM CONFESSA QUE COMEU CORAÇÃO DA COMPANHEIRA FRITO, VEJA VÍDEO
6:25 PM
HOMEM CONFESSA QUE COMEU CORAÇÃO DA COMPANHEIRA FRITO, VEJA VÍDEO


Parece cena de filme, mas é vida real. Um homem matou a companheira, estraçalhou diversos órgãos e comeu o coração dela frito, como tira-gosto. O crime aconteceu no município de Arapiraca, em Alagoas, no final do ano de 2010, mas somente na última quarta-feira(21/09), após participar de um assalto, que o autor foi preso na cidade de Carmópolis, em Sergipe.

Aparentemente tranquilo, o morador de rua, José Jorge da Silva, de 26 anos, confessa ter matado a companheira, Patrícia Vicente da Silva, 24 anos, e ter comido um de seus órgãos por vingança. "Ela me traiu com um negão e eu vi. Deixei passar dois dias, chamei ela para beber cachaça comigo em um galpão e matei mesmo. Estava com ódio e embriagado”, conta o acusado.

Jorge relata que deu somente uma facada. "Foi só uma furada na boca do estômago. Ela ficou se batendo um minuto e depois morreu. Eu cortei ela até perto do umbigo, tirei os órgãos e esbagacei com a própria faca, só guardei o coração em uma bolsa plástica e levei comigo. Depois peguei uma van até Palmeira dos Índios e pedi para um cara de um bar fritar. Comi mesmo”, confessa.

Quando José Jorge é questionado se cometeu o crime por impulso, ele é enfático em dizer que não. "Pensei dois dias e já saí para fazer isso. Me arrependo porque agora vou ter que pagar pelo que fiz, mas ela mereceu. Antes da traição eu amava Patrícia, mas depois virou ódio. Fui burro, não tinha só uma mulher no mundo. Até hoje não perdoo o que ela fez comigo”, afirma o morador de rua.

A única coisa que Jorge pede é que não cumpra a pena em Arapiraca. "Tenho muitos inimigos no presídio de lá. Tudo por causa dela, a gente usava drogas e eu brigava muito na rua. Vim para Sergipe por ser outro estado e mudei de nome para que não descobrissem o assassinato. Parei de usar drogas e estava quieto até acontecer esse assalto envolvendo o taxista”, conclui. Ele permanece preso na delegacia de Carmópolis aguardando transferência para o presídio de Arapiraca.

Assista ao vídeeo:

Category: NOTÍCIAS | Views: 778 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 2
Convidados: 2
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa