Sexta-feira, 2022-12-02, 6:21 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2014 » Julho » 28 » FEIRA DE SANTANA: QUASE 1.000 VEÍCULOS FORAM ROUBADOS OU FURTADOS
10:33 AM
FEIRA DE SANTANA: QUASE 1.000 VEÍCULOS FORAM ROUBADOS OU FURTADOS

Enquanto produzíamos essa matéria, um veículo de duas ou quatro rodas foi tomando de assalto ou furtado em Feira de Santana. Isso porque, em média, 138 veículos entre motos e carros são subtraídos mensalmente na cidade, tendo como média cinco ao dia, segundo dados apurados pela reportagem do Folha do Estado com a Polícia Civil.

Entre 1° janeiro até esta sexta-feira (25), 968 veículos (carros e motos) foram levados por bandidos na cidade. Deste número, apenas 390 foram recuperados pela Polícia, ou seja, 40,3%. Neste mesmo período, 87 motocicletas foram furtadas e 548 foram tomadas de assalto, enquanto veículos de quatro rodas foram 87 furtados e 246 roubados com emprego de violência.

Por mês, em média, 78,3 motociclistas são abordados, ameaçados e perdem suas motos para os assaltantes na cidade de Feira de Santana, enquanto 12,5 são furtados. Já para veículos de quatro rodas a média é menor, 35,15 para roubo e 12,4 para furto. No mês de janeiro tivemos o maior índice de roubos e furtos a veículos de duas e quatros rodas na cidade, ao todo 177, desses apenas 90 foram recuperados. Já o mês de junho foi registrado a menor estatística, com 121 veículos levados por bandidos, em contrapartida 53 foram reavidos.

Gilberto dos Santos Damasceno foi mais uma vítima de assalto a veículo na cidade. Segundo ele, somente esse ano, teve a motocicleta roubada duas vezes, o último asssalto ocorreu na noite desta quinta-feira (24) no bairro Mangabeira.

“Eu estava voltando do trabalho quando dois homens armados sairam do matagal e me renderam. Não me agrediram só mandaram eu descer da moto e correr, foi o que eu fiz. Essa foi a segunda fez que tomam minha motocicleta, no ínicio do ano no bairro Santo Antonio também dois homens armados me pararam e levaram a moto, mas graças a Deus, a Polícia recuperou”, disse.

Durante a matéria, Gilberto ficou sabendo que teve novamente sua motocicleta recuperada. “Mais uma vez eu tive sorte, conseguiram encontrar minha moto, é a única que eu tenho para trabalhar. Acho que dessa vez vou colocar no seguro para ficar mais tranquilo”, ressaltou o jovem.

DESMANCHE

Os carros roubados, muitas vezes terminam depenados. Este ano, quatro locais onde ocorriam desmanches de veículos foram estourados pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). O último ocorreu há um mês, dentro de um condomínio residencial no bairro Papagaio, no qual foram encontrados 30 caixas de marchas e 10 blocos de motores de veículos quatro rodas já desmontados. Muitos deles de veículos importados.

Para disciplinar a atividade de desmanche de peças de veículos automotores no Brasil, a presidente Dilma Rousseff sancionou mês passado, uma lei, apelidada de Lei do Desmanche que entrará em vigor ano que vem e prevê multas que variam de R$ 2 mil a R$ 8 mil aos estabelecimentos infratores.

O projeto determina que o banco de dados terá registro de todas as peças retiradas dos veículos desmanchados e informações sobre a destinação final da peça, se será utilizada para reposição ou para sucata. A implementação e a gestão do banco de dados será feita pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que vai regulamentar a lei e detalhar sua execução.

INVESTIGAÇÃO

Segundo o delegado André Ribeiro, titular da DRFR de Feira de Santana, a Polícia tem sido eficaz quanto a recuperação desses veículos. Ele lembra que a maioria dos veículos roubados ou furtados são usados na prática de assaltos na região, outros são levados para fora do estado, vendidos nas pequenas cidades do interior e outros são desmanchados.

“Grande parte desses veículos são encontrados aqui em Feira, outros em Salvador. Fica difícil recuperar quando são vendidos nas pequenas cidades do interior, e isso já virou uma cultura, ou quando são depenados. Há casos diversos de recuperação, como a própria investigação ou os veículos são abandonados ou encontrados com a ajuda do rastreador até recuperamos um veículo que faltou gasolina e os bandidos abandonaram”, explicou.

Ribeiro ponderou ainda sobre a nova Lei dos Desmanches, para ele será uma nova ferramenta para identificar quadrilhas especializadas em roubo/furtos de veículos para desmanche e venda de peças.

“Será interessante, pois teremos uma maior fiscalização nessas lojas de peças usadas e consequentemente a diminuição desse tipo de crime, mas devemos ressaltar que não havendo comprador, não haverá venda. As pessoas têm ciência que determinadas lojas são suspeitas de venda de peças de veículos roubados e mesmo assim não se importam e compram”, lembrou o delegado.

Folha do Estado.

Category: NOTÍCIAS | Views: 646 | Added by: monica01 | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 2
Convidados: 2
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa