Segunda-feira, 2020-08-10, 1:52 AM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
Pesquisar
Metereologia
Main » 2013 » Agosto » 30 » ECONOMIA BRASILEIRA CRESCEU 1,5% NO SEGUNDO TRIMESTRE
11:32 AM
ECONOMIA BRASILEIRA CRESCEU 1,5% NO SEGUNDO TRIMESTRE


A economia brasileira cresceu 1,5% entre abril e junho deste ano, frente ao primeiro trimestre, informou o IBGE nesta sexta-feira. Frente ao mesmo trimestre do ano passado, o avanço foi de 3,3%. Assim, no acumulado nos 12 últimos meses, a alta é de 1,9% e, no semestre, de 2,6%. No segundo trimestre, o Produto Interno Bruto (PIB, soma de bens e serviços produzidos no país) em valores correntes atingiu R$ 1,2 trilhão frente ao primeiro trimestre. O resultado ficou no teto das projeções dos analistas, que esperavam taxa entre 0,7% e 1,5%. Na média as previsões apontavam alta de 0,9% na comparação com o trimestre anterior, o mesmo patamar esperado por técnicos do governo. Para 2013, as expectativas são de expansão entre 1,7% e 2,3%.

A expansão de 1,5% é a maior frente ao trimestre anterior desde o primeiro trimestre de 2010 (quando foi registrado avanço de 2%). Já o crescimento de 3,3% frente ao segundo trimestre de 2012 é o maior para todos os trimestres desde o segundo trimestre de 2011.  A agropecuária foi novamente destaque no resultado, com crescimento de 3,9% frente ao primeiro trimestre. A indústria, por sua vez, cresceu 2%, enquanto o setor de serviços avançou 0,8%. Na comparação com o segundo trimestre de 2012, quando o PIB avançou 3,3%, a agropecuária teve alta de 13%, a indústria subiu 2,8% e o setor de serviços, 2,4%. Apesar de a agropecuária ter obtido a maior taxa, o setor não tem grande peso, respondendo com apenas 5% do PIB, aponta Rebeca La Rocque Palis, gerente da coordenação de contas nacionais do IBGE.

Todos os subsetores que formam a indústria apresentaram crescimento, sendo que o desempenho da construção civil foi de 3,8%. A indústria de transformação registrou avanço de 1,7%, em relação ao trimestre imediatamente anterior, seguida da extrativa mineral (1%), eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana (0,8%). Não houve revisão para os dados do PIB no primeiro trimestre. Quando observados os gastos, a despesa de consumo das famílias e a despesa de consumo da administração pública tiveram acréscimo de 0,3 e 0,5%, respectivamente, em relação ao primeiro trimestre do ano. Já na comparação com o mesmo período do ano anterior, o consumo das famílias avançou 2,3% - é o 39º crescimento consecutivo (com elevação de 2,1% da massa salarial real). Com relação aos serviços, destaca-se o avanço do comércio, de 1,7%. As demais atividades também apresentaram crescimento em relação ao trimestre anterior. Intermediação financeira e seguros (1,1%), seguidos de transporte, armazenagem e correio (1,0%), de serviços de informação (0,9%), de outros serviços (0,7%) e atividades imobiliárias e aluguel (0,7%).

Por sua vez, a atividade de administração, saúde e educação pública se manteve praticamente estável em relação ao trimestre anterior: variação positiva de 0,1%. Os dados do segundo trimestre mostraram avanço dos investimentos, tanto na comparação com o primeiro trimestre quanto com o segundo trimestre de 2012. A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, que é o termômetro dos investimentos) subiu 3,6% em relação ao primeiro trimestre e 9% frente ao segundo trimestre do ano passado. O desempenho foi puxado, segundo o IBGE, pela produção interna de bens de capital. No primeiro trimestre, período em que o país cresceu 0,6%, o maior destaque também havia sido o setor agropecuário, que avançara 9,7%, a maior alta desde o segundo trimestre de 1998, quando cresceu 13,9%. A indústria, por sua vez, recuou 0,3% no período e os serviços expandiram-se 0,5%. Em 2012, o crescimento PIB brasileiro foi de apenas 0,9%, o pior desempenho desde 2009.

Fonte: O globo

Category: NOTÍCIAS | Views: 296 | Added by: monica | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 4
Convidados: 4
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa