Domingo, 2023-06-04, 11:50 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2013 » Novembro » 20 » DIFERENÇA ENTRE TRAFICANTE E POLÍTICO CORRUPTO É APENAS O TIPO DE VIOLÊNCIA, DIZ DELEGADO DA PF
9:43 AM
DIFERENÇA ENTRE TRAFICANTE E POLÍTICO CORRUPTO É APENAS O TIPO DE VIOLÊNCIA, DIZ DELEGADO DA PF


O colarinho branco representa risco tão grave para o Brasil quanto o tráfico de drogas, na avaliação da Polícia Federal (PF). No combate ao crime organizado, a corporação coloca em um mesmo plano e peso o comércio de entorpecentes e as fraudes contra o Tesouro. O superintendente da PF em São Paulo e ex-diretor da unidade para combate ao crime organizado, delegado Roberto Ciciliati Troncon Filho, só vê uma diferença entre os dois grupos: a violência. "De um extremo, as organizações armadas, cuja ação está diretamente relacionada com a violência urbana e que tem como sua principal fonte de renda a exploração do tráfico ilícito de drogas e são responsáveis pela disseminação do crack em nosso país. No outro extremo estão as organizações criminosas não violentas, também conhecidas de colarinho branco, grupos que se dedicam a fraudar os recursos públicos, a desviar recursos públicos que deveriam ser destinados para as áreas essenciais do Estado, educação, saúde, transporte, a própria segurança pública”, disse, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. Ele adverte para as consequências do outro tipo de organização criminosa, a do colarinho branco. "As ações desses grupos, ao fraudar licitações, ao desviar recursos que deveriam ser destinados para áreas essenciais do Estado, embora não sejam violentas, embora não haja violência contra a pessoa no ato criminoso, existe indiretamente uma violência tremenda e muito abrangente, porque o dinheiro público deixa de chegar para construir uma nova escola, para melhorar o sistema de saúde”, condenou. Troncon ressalta que "milhões e milhões de brasileiros que dependem do Estado acabam não tendo, ou tendo de forma precária, esses serviços essenciais, porque os recursos que deveriam ser destinados para sua melhoria são carreados para benefício pessoal (do colarinho branco), remetidos ao exterior, para paraísos fiscais”.

 

Category: NOTÍCIAS | Views: 355 | Added by: lucicleia | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 2
Convidados: 2
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa