Quarta-feira, 2018-07-18, 7:17 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
Pesquisar
Main » 2013 » Setembro » 30 » DETENTO É SUSPEITO DE ORDENAR ASSASSINATOS EM FEIRA
9:47 AM
DETENTO É SUSPEITO DE ORDENAR ASSASSINATOS EM FEIRA


Responsável pelo Comando de Policiamento Regional Leste (CPMRL), o coronel Adelmário Xavier externou uma grande preocupação quanto à vulnerabilidade em que se encontra o Conjunto Penal de Feira de Santana (a 109 Km de Salvador). Segundo o coronel, isso foi constatado após ele ter sido procurado pela jovem M., que alega ter sofrido um atentado ordenado, via celular, por Gilberto da Silva Gonçalves, conhecido como Juninho, 24 anos, preso na unidade. Ele foi condenado, em setembro de 2011, a 105 anos de prisão por uma chacina cometida em dezembro de 2008, em Feira. As vítimas foram cinco pessoas de uma mesma família, que tiveram os corpos queimados. "Tenho certeza que se Juninho souber onde estou, manda me matar", disse a jovem, internada num hospital da região, aguardando cirurgia no braço esquerdo, atingido por um tiro. 

Após sofrer o atentado a tiros no ultimo dia 3, no bairro das Baraúnas, em Feira, M, de 21 anos, encontra-se protegida pela Polícia Militar. M, conforme relatou trafica drogas desde os 11 anos de idade. O pai dela encontra-se preso no mesmo Conjunto Penal, acusado de cometer assaltos à mão armada. A mãe dela teve morte natural.

M. conta que resolveu denunciar Juninho, seu "ex-patrão", no intuito de evitar que outras pessoas sejam mortas por ordens vindas do Conjunto Penal. "Mesmo preso, Juninho continua comandando o tráfico de drogas e as matanças nas ruas da cidade. Eu mesma fui uma das vitimas, e por sorte não morri. É o meu passado fazendo as suas cobranças", lembrou.

A garota narrou que foi baleada por dois homens que se aproximaram em uma moto. "Pensei que fosse assalto, mas não levaram nada. Levei três tiros e, por milagre, escapei da morte. Eu fazia parte do tráfico de drogas nas Baraúnas, onde Juninho, mesmo preso, ainda comanda", revelou.

"Isso aconteceu após eu desconfiar de uma gravidez e falar que ia sair dessa vida. Com certeza, a ordem veio dele. Não queria mais traficar e ele disse que se eu não trabalhasse para ele, não trabalharia para mais ninguém. Foi Juninho quem mandou me matar”, acusou.

Fonte: A tarde

Category: NOTÍCIAS | Views: 205 | Added by: monica01 | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 20
Convidados: 20
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa