Sexta-feira, 2021-12-03, 5:31 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2011 » Dezembro » 18 » COTEGIPE: MULHER GRÁVIDA DE OITO MESES É MORTA PELO MARIDO DENTRO DE IGREJA
8:33 AM
COTEGIPE: MULHER GRÁVIDA DE OITO MESES É MORTA PELO MARIDO DENTRO DE IGREJA

A jovem Sabrina da Rocha 20 anos, grávida de oito meses, foi executada a sangue frio, pelo marido Reinaldo Bispo Lima, 27 anos, na pacata localidade de Taguá, município de Cotegipe, na região Oeste da Bahia. A vitima foi atingida num dos braços e do lado esquerdo do peito com golpes de punhal.


O crime ocorreu dentro da igreja católica, onde Sabrina celebrava com os colegas de escola a colação de grau de formandos do magistério. Ela ainda chegou a ser levada para a casa dos seus pais e em seguida socorrida para a cidade de Riachão das Neves, mas morreu a caminho do hospital. Parentes da vitima, afirmaram na delegacia, que o homicida parecia ter planejado tudo. Sentou-se em um dos bancos da igreja, beijou a filha do casal de cinco anos e partiu para o ataque brutal. Logo após, o criminoso foi localizado em sua residência, a poucos metros do local do crime, onde foi agredido por populares, que foram contidos com a chegada da polícia.

Em seu depoimento na delegacia, Reinaldo alega que estava sendo traído e que matou por motivação passional. Ele salienta que a esposa o traiu com um morador de Taguá de 75 anos. Um irmão de Reinaldo que esteve na delegacia, alega que o professor sempre foi contra os estudos de Sabrina e não se pode descartar a possibilidade da formatura ter sido a causa de sua revolta. Ainda ressaltou que o acusado tinha muito ciúme da mesma e era violento quando bebia. No Instituto Médico Legal, familiares disseram que ela por gostar muito dele, deixou de denunciá-lo, em outras vezes que foi agredida e que seus atos de violência eram quase sempre associados ao consumo de álcool, mas quando a assassinou não aparentava estar bêbado.

Segundo o delegado da Delegacia de Combate a crimes de homicídio em Barreiras, Dr. Carlos Freitas, ele praticou homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e provocou aborto sem o consentimento da vitima, que também está previsto como crime no Código Penal Brasileiro. A pena presumida é de 12 a 30 anos de prisão.
Category: NOTÍCIAS | Views: 744 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 1
Convidados: 1
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa