Terça-feira, 2022-07-05, 9:22 PM
Welcome Convidado | RSS

Menu
Login
Categorias
ESPORTES
noticias do esporte
NOTÍCIAS
informação
EVENTOS CULINÁRIA
HUMOR CURIOSIDADES
CIÊNCIA ANIVERSÁRIOS
PUBLICIDADE CARNAVAL
Notícias do carnaval baiano
PEGADINAS
HUMOR
Pesquisar
Metereologia

Main » 2011 » Agosto » 4 » CAPIM GROSSO: CLIENTE DENUNCIA MÉDICO POR TRATAMENTO HUMILHANTE
10:38 PM
CAPIM GROSSO: CLIENTE DENUNCIA MÉDICO POR TRATAMENTO HUMILHANTE


Neste final de semana aconteceu mais um episódio daqueles que não podemos admitir em hipótese alguma, além do mais vindo de alguém que possui uma formação de nível superior e cujo princípio básico é ser prestativo nos momentos de enfermidade e agonia ajudando a salvar vidas.

Estivemos nesta terça-feira (2) atendendo um chamado  do Senhor Júlio Bento, 62 anos, residente no Povoado do Peixe, para obter mais detalhes do atendimento humilhante ao qual, segundo ele, foi submetido no Hospital Nossa Senhora da Saúde aqui em Capim Grosso.

Certa feita ele foi acometido por um princípio de aneurisma cerebral (derrame) e foi encaminhado a Salvador e, após passar pelos procedimentos de praxe foi aconselhado pelo médico que ao sentir qualquer sintoma procurasse imediatamente a emergência do hospital mais próximo.

Na  noite  da  última sexta-feira (29),  Júlio Bento  sentiu-se  mal,  atendendo  recomendações médicas, pediu ajuda ao amigo Arivelton onde ambos deslocaram-se para o Hospital em busca de atendimento.  Ao chegarem se   depararam  com a  total falta de  educação,  bons modos e profissionalismo  do médico cardiologista Dr.  Rui Macedo que recepcionou o Senhor Júlio aos berros e com palavras de desacato.  "Ele disse que era fingimento  e na realidade eu não tinha nada e também que eu fosse procurar outro lugar,  pois ali era só para emergência.” O Senhor Júlio  contou  que  voltou  sem o  devido  atendimento  e  que   "com as graças de Deus”  não aconteceu o pior.

Diante desse incidente descabido queremos externar nossa indignação e insatisfação além de lembrar que nós, cidadãos saturados com a atual carga tributária não merecemos tratamento sub-humano e devemos repudiar com veemência ações dessa natureza, até porque se já sofremos com a precariedade da saúde pública no Brasil só nos restava agora ter que aturar médicos arrogantes e estressados. Se o setor de emergência de uma unidade hospitalar não é lugar de se realizar procedimentos emergenciais então aonde é mesmo? O profissional acima mencionado é um médico que deve realizar procedimentos para detectar o problema ou um pai-de-santo, que fica detrás de uma mesa tentando adivinhar a enfermidade do paciente? Qual o posicionamento da direção da unidade hospitalar quanto aos relatos? E do poder Público?

Perguntar não ofende e o povo quer saber!!!

Fonte: SioneSantos.com

Category: NOTÍCIAS | Views: 788 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total Online: 1
Convidados: 1
Usuários: 0
Sites
Cursos Online Profissionalizantes
Cursos Online 24 Horas - Certificado Entregue em Casa