BANCÁRIA É PRESA SUSPEITA DE DESVIO SUPERIOR A R$ 450 MIL DE CORRENTISTAS - 16 April 2016 - JORGEQUIXABEIRA
Saturday, 2016-12-10, 1:33 PM
Welcome Guest | RSS

Menu
Login
Categorias
Cesta
Your shopping cart is empty
Pesquisar
Metereologia
Main » 2016 » April » 16 » BANCÁRIA É PRESA SUSPEITA DE DESVIO SUPERIOR A R$ 450 MIL DE CORRENTISTAS
10:40 AM
BANCÁRIA É PRESA SUSPEITA DE DESVIO SUPERIOR A R$ 450 MIL DE CORRENTISTAS

A funcionária do Banco do Brasil, Rafaela de Azevedo Brito, de 28 anos, foi presa na Bahia por suspeita de desviar mais de R$ 450 mil de correntistas do Banco do Brasil durante golpes praticados junto com o comparsa, Antônio Josival Sousa Magalhães, 26, em diversos estados. Segundo informações da Polícia Civil, divulgadas nesta sexta-feira (15), os dois fazem parte de uma quadrilha de estelionatários. A mulher foi presa, na quinta-feira (14), por investigadores do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), em Salvador.

A polícia aponta que os recursos desviados de cada conta variavam entre R$ 30 e R$ 50 mil. Por meio de nota, o Banco do Brasil informou que a fraude foi identificada pelo banco através de procedimentos internos de segurança, e às autoridades policiais foram comunicadas. O banco ainda esclarece que não houve prejuízo a clientes.

Os dois vão responder por furto mediante fraude, associação criminosa e invasão de dispositivo informático com o objetivo de captar informação sigilosa para desvio de recursos. A dupla está sob custódia no Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), na capital baiana. A polícia diz que ainda busca identificar os outros quatro integrantes da quadrilha.

Segundo a delegada Glória Isabel Santos Ramos, a mulher é servidora concursada do banco há oito anos. Ainda conforme a polícia, ela trabalhava em uma agência em Recife (PE), mas estava afastada de suas funções por 30 dias e respondia a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), dentro da empresa.

Segundo detalha a Polícia Civil, o banco registrou o acesso da suspeita a contas correntes onde, depois foram percebidos desvios de recursos. A investigação conduzida pelo Departamento de Crimes Contra o Patrimônio aponta que a bancária também acessava contas de clientes utilizando login e senha de colegas, sem que eles soubessem.

A funcionária visitou agências na Bahia, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, onde se apresentava como funcionária do banco e solicitava aos colegas que verificassem seu saldo. Enquanto o servidor digitava seu login e senha, ela copiava os dados e os utilizava para desviar valores. A Polícia Civil diz que o comparsa da mulher usava a mesma estratégia e se apresentava como funcionário utilizando um crachá falsificado, fornecido pela mulher.

Fonte: G1 Bahia

Category: NOTÍCIAS | Views: 274 | Added by: jorge | Rating: 0.0/0
                                 
Anúncios
Estatística

Total online: 14
Guests: 14
Users: 0
Sites

Copyright MyCorp © 2016